À descoberta das igrejas de Lisboa Hotel Portuense

Hotel em Lisboa
Hotel Portuense

À descoberta das igrejas de Lisboa

Lisboa tem muitas atracções turísticas, e não falta o que fazer. O mais difícil é escolher entre tanta variedade.

 

As igrejas são pontos turísticos interessantes, pela história que revelam na sua arquitectura e estilo, na arte que exibem ou até na sua localização. Mas para além das célebres Sé Catedral ou do Mosteiro dos Jerónimos, Lisboa tem muito mais para oferecer neste capítulo.

Assim, neste artigo, vamos dar-lhe a conhecer 6 igrejas que vale mesmo a pena visitar quando vier a Lisboa:

 

1. Igreja do Menino de Deus

Esta igreja localizada muito perto do Castelo de S.Jorge, foi construída pouco tempo antes do terramoto de 1755, tendo resistido ao mesmo praticamente incólume. Para além da sua grandiosidade, os pormenores nos tetos e as diversas pinturas no seu interior são pontos dignos de uma visita.

 

2. Igreja de São Domingos

Situada no Largo homónimo, esta igreja é das mais antigas de Lisboa, tendo sido mandada erigir pelo rei D. Sancho II. Já passou por inundações e terramotos, o que lhe valeu algumas intervenções de restauro. Em 1959 um violenta incêndio devastou o se interior, e desta feita a sua restauração foi no mínimo invulgar: optou-se por não restaurar as pinturas, e deixar as figuras esculpidas deformadas e as pedras quebradas. Aliada a sua arquitetura  imponente, esta é uma igreja um pouco diferente das demais.

 

3. Igreja do Sagrado Coração de Jesus

Esta igreja muito próxima do Marquês de Pombal, é muito mais recente que a maioria desta lista. Porém, o seu estilo é único e inconfundível: construída num modelo de igreja romana primitiva, o betão é o seu elemento principal. Em 1975, ganhou o prestigiado Prémio Valmor.

 

4. Igreja de São Vicente de Fora

A Igreja e Mosteiro de São Vicente de Fora é um dos pontos obrigatórios na zona de Alfama. Diz-se que D. Afonso Henriques acampou neste lugar com os seus homens, aquando da tomada de Lisboa em 1147, mandando aqui erigir um primitivo templo. Contudo, a construção desta igreja apenas se iniciou em 1582. Já o espólio artístico no seu interior é rico com obras de pintura, escultura e mais de 100 mil azulejos decorados do período barroco.

 

5. Igreja de Santa Catarina

A Igreja de Santa Catarina, no Chiado é um exemplo típico da arquitectura barroca, e do estilo rococó: os seus inúmeros pormenores na vastidão de talha dourada que a enfeitam, em combinação com as pinturas e o teto em abóbadas, também decorado com pinturas, fazem desta igreja uma das mais bonitas no seu género.

 

6. Igreja de São Roque

Na viragem para o século XVI, este lugar pouco povoado era usado como cemitério para as vítimas da peste. Assim, em 1506, populares erigiram aqui uma ermida em devoção a São Roque, o santo que se havia curado miraculosamente, e rapidamente se tornou um local de culto e peregrinação. Como a Europa continuava a ser assolada por sucessivas vagas de peste, o rei D. Manuel I solicitou uma relíquia do santo, cujos restos mortais se encontravam na Igreja de São Roque em Veneza. O Doge satisfez o pedido de D.Manuel, e a relíquia foi  trazida a este local. Mais tarde, a igreja foi doada à Companhia de Jesus, que a tornou a sua sede, e uma das igrejas mais imponentes e luxuosas de Portugal.

 

Estas são algumas Igrejas que sugerimos que visite, pois existem muitas mais em toda a cidade. Mas uma coisa é certa: não lhe faltará o que fazer ou visitar quando vier a Lisboa e ficar no Hotel Portuense.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *