Uma forma diferente de ver Lisboa - de elétrico Hotel Portuense

Hotel em Lisboa

Uma forma diferente de ver Lisboa – de elétrico

Uma forma diferente de descobrir Lisboa é através dos pitorescos elétricos que se revelam como o transporte ideal para conhecer alguns dos locais mais interessantes do património arquitetónico e histórico, ou simplesmente para passear pela cidade.

 

A rede de elétrico em Lisboa foi inaugurada em 1872, na altura ainda dependente de tracção animal, passando no início do século XX a ser eletrificada.

Devido à sua versatilidade e falta de alternativas, a rede conheceu uma expansão até finais dos anos 50, altura em que foi inaugurado o Metropolitano de Lisboa.

 

A partir dos anos 90, com o significativo aumento populacional e consequente aumento de tráfego automóvel, os elétricos perderam a sua expressão na mobilidade dentro da cidade, assistindo-se a uma retração da rede.

 

Contudo, em virtude de alguns traçados sinuosos e íngremes da cidade, que os novos modelos são incapazes de percorrer, em 1995 e 1996 houve uma remodelação dos antigos modelos, preservando a carroçaria original dos anos 30.

 

Hoje em dia, subsistem algumas carreiras nesses modelos clássicos, que permitem uma visão diferente da cidade, permitindo ainda chegar a alguns pontos turisticamente relevantes de Lisboa:

 

Carreira 12

Uma das carreiras mais curtas, ladeando a colina do Castelo de S. Jorge; apesar de ser local, partindo do Martim Moniz, passa ainda por Rua da Prata, Rua da Madalena, Sé de Lisboa e Praça da Figueira, tornando-a muito atrativa se estiver com tempo limitado.

 

Carreira 18

Partindo do Cais do Sodré, esta carreira leva-o até à Ajuda, o bairro logo acima de Belém. Uma boa forma de chegar ao Jardim Botânico da Ajuda ou ao Palácio Nacional da Ajuda.

 

Carreira 24

Esta carreira liga a Praça Luís de Camões a Campolide, passando no seu percurso ascensor da Glória, Príncipe Real, Rato e Amoreiras. 

 

Carreira 25

Esta carreira é excelente em termos turísticos: partindo da Praça da Figueira, até ao seu destino final em Campo de Ourique, passa pela Baixa percorrendo a Rua da Prata até à Praça do Comércio, seguindo para a zona do Cais do Sodré, Bica, Santos, e passando ainda pela Lapa e Basílica da Estrela.

 

Carreira 28

Esta é a viagem mais popular das carreiras de elétrico: o seu percurso é longo, servindo várias áreas da cidade, começando no Martim Moniz e terminando em Campo de Ourique junto ao Cemitério dos Prazeres. Baixa, Graça, Sé, Alfama, Largo Camões – às portas do Bairro Alto, até à Estrela e Campo de Ourique, nesta viagem vai descobrir algumas das ruas e largos mais pitorescos da zona medieval da cidade, passando por inúmeras atrações turísticas.

 

Delicie-se com esta experiência inesquecível, passeando por Lisboa ao som de um elétrico nos seus solavancos tão característicos. Existem várias paragens muito próximas do Hotel Portuense, que o nosso staff terá todo o gosto em indicar.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *