O bacalhau na gastronomia portuguesa Hotel Portuense

Hotel em Lisboa
Hotel Portuense

O bacalhau na gastronomia portuguesa

Saiba como o bacalhau se tornou tão popular na identidade e cultura portuguesa, e descubra ainda alguns dos sítios em Lisboa onde pode degustar esta maravilha da gastronomia nacional.

 

Não é segredo que a gastronomia portuguesa é tão variada quanto deliciosa, normalmente, um dos pontos mais apreciados por quem nos visita. Mas de entre toda a variedade, existe um prato típico e obrigatório: o bacalhau.

Actualmente, em Portugal é consumido anualmente o equivalente a 20% de todo o bacalhau capturado a nível mundial.

 

Mas porque razão, um peixe que habita águas longínquas das costas portuguesas se tornou um ícone típico na gastronomia nacional?

 

O primeiro registo histórico desta relação data de 1353, num acordo comercial entre Portugal e Inglaterra, em que o soberano inglês autorizava a pesca nas costas britânicas por um período de 50 anos, sugerindo desde logo a importância já então deste peixe na alimentação nacional.

Na época, Portugal era um país com um preponderante teor católico, com larga influência do Clero sobre os costumes das populações. Uma das imposições religiosas era o jejum de carnes em períodos especifico do ano, como a Quaresma (período de 40 dias que antecede a Páscoa), ou o Natal. Sendo a frota pesqueira à época incapaz de dar resposta às exigências da população, o bacalhau conservado em salga apresentava-se como uma solução prática e económica para a maioria da população.

 

Com estas características de conservação, o bacalhau também desempenhou um papel muito relevante na expansão marítima fornecendo uma importante parte da alimentação das tripulações dos navios.

Ao longo do tempo, este peixe intricou-se profundamente na tradição e cultura lusófona, tornando-se um prato obrigatório para os portugueses no Natal.

 

Se procura saber mais sobre a história do bacalhau, recomendamos a visita ao Centro Interpretativo da História do Bacalhau, situado mesmo junto à Praça do Comércio, a uns meros 15min a pé do Hotel, onde inclusivamente poderá comprar este precioso peixe, ou degustá-lo em espaço próprio.

 

Dada a sua popularidade, são inúmeros e bons os restaurantes que poderá encontrar em Lisboa para desfrutar de uma refeição desta iguaria tão portuguesa. Deixamos aqui algumas recomendações entre as diversas possibilidades: 

 

O Clube do Bacalhau, no Cais do Sodré, situado mesmo junto à Rua do Arsenal, uma das antigas localizações centrais para o comércio do bacalhau. O edifício do restaurante foi construído após o grande terramoto de 1755, e já foi uma panificadora e uma oficina de motores náuticos, preservando elementos decorativos desses tempos nas suas abóbadas de tijolo. No piso térreo, como na ementa, o destaque é inteiramente para o bacalhau como elemento central da cultura portuguesa.

 

Nas Avenidas Novas encontrará Laurentina, o Rei do Bacalhau. Esta casa tem uma enorme tradição e uma história de quase 50 anos a proporcionar o prazer de uma verdadeira refeição de bacalhau, confeccionado de diversas formas. Para além do mais, todo o processo é 100% artesanal, desde a pesca passando pela demolha até à confeção.

 

A Casa do Bacalhau, no Beato, é outro restaurante onde a ementa exclusiva é dedicada ao nobre rei da mesa portuguesa. Diz-se que no local do restaurante eram as antigas cavalariças do Palácio do Duque de Lafões, e na verdade, a área hoje ocupada pelo restaurante, é a parte do edifício onde ainda hoje habitam o Duque e a respetiva família.

 

É impossível vir a Portugal sem experimentar o bacalhau, seja À Gomes de Sá, À Brás, em pastéis ou pataniscas, é verdadeiramente obrigatório.

E em caso de dúvida, o staff do Hotel Portuense estará sempre pronto para o ajudar a tomar a melhor decisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *